Noticias

08/12/2020 - Fábrica Escola leva qualificação profissional para grupo de dependentes químicos

A reinserção social do dependente químico é algo que demanda força emocional para superar diversos obstáculos, sobretudo o preconceito e o descrédito da sociedade. Em Barbalha, distante 551 quilômetros da Capital cearense, o Projeto Reflorescer oferece oportunidade para as pessoas em tratamento.

Para contribuir com a iniciativa, a Fábrica Escola de Processamento de Cana de Açúcar do Cariri, equipamento do Governo do Estado administrado pelo Instituto Agropolos do Ceará, em parceria com a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), realizou na última sexta-feira, 04, o curso de Cultivo de Cana-de-açúcar para um grupo de 21 acolhidos pela comunidade terapêutica.

A qualificação, ministrada pelo técnico agrícola José Everson, falou sobre a importância da melhor variedade da cana-de-açúcar, o preparo do solo, o plantio, os tratos culturais e o manejo correto da cultura. “A gente entende que o trabalho também tem muito a contribuir para a autoestima da pessoa em tratamento, que passa a se sentir mais útil e desenvolve uma nova rotina. Por isso, aceitamos o convite dos organizadores do projeto”.

E tem mais

O técnico responsável pela Fábrica Escola, Alexandre Cortez, destaca que, em um outro momento, também irá oferecer “cursos sobre produção de rapadura, de açúcar mascavo e de melado de cana. O nosso objetivo é contribuir para a formação profissional e reinserção social dos acolhidos pelo Projeto Reflorescer na sociedade”, completou.

ASCOM Instituto Agropolos do Ceará.

Comentar